Publicidade

Giro pelos Estaduais

Enquanto um atacante faz oito gols em um só jogo, outro desperdiça dois pênaltis: veja o que de mais curioso aconteceu no fim de semana
Se em um dia, um goleiro comemorava muito o seu primeiro gol na carreira, em Araxá (MG), no dia seguinte, um atacante cansava de vibrar com seus oito gols em apenas uma partida em Queimados (RJ). E enquanto um técnico passava mal com pressão alta por falta de almoço em Campo Grande (MS), uma bandeirinha era atropelada por um lateral desgovernado no Rio de Janeiro (RJ). No 'Teve Isso!' desta segunda tem de tudo: de fim de namoro com zagueiro de time baiano a romance em pleno gramado do clássico goiano.

É gol de goleiro!

Um lance despretensioso: o goleiro vai dar a saída, manda um chutão para a frente e... É gol! Foi o que aconteceu na vitória da URT por 1 a 0 sobre o Araxá, pelo Módulo II do Campeonato Mineiro, na tarde deste sábado. O camisa 1 França deu a sorte de acertar um balão em cima do colega e adversário Fred, traído pelo quique da bola no gramado.

Ainda sem palavras para analisar o feito inédito - o primeiro gol da sua carreira, França tentou descrever o que é indescritível:

- A gente treina para isso, para estar preparado para toda situação. Graças a Deus, fui abençoado - disse após o jogo.

O touro ficou manso

Depois de começar a campanha da Série A2 do Paulistão com uma campanha avassaladora, onde acumulou sete vitórias seguidas, a equipe do RB Brasil chegou neste sábado ao sétimo jogo consecutivo sem vencer, ao perder por 1 a 0 para o Audax São Paulo. Agora já são cinco derrotas na competição, mas mesmo assim a equipe conhecida como 'Toro Loko' está em quinto lugar, ainda na zona de classificação (oito avançam para a segunda fase). Foi a estreia do técnico Márcio Goiano, que ocupou o lugar de Sérgio Guedes, que vinha desgastado com a súbita má campanha da até então revelação da segundona paulista.

Garanha supera 'letrinha' de Gladiador em Manacapuru

Após um ano parado, o veterano atacante Garanha, de 35 anos, reestreou em grande estilo: marcando duas vezes na vitória de virada por 2 a 1 do Nacional-AM sobre o Princesa do Solimões, sábado, no jogo de ida das finais do primeiro turno do Amazonense.

- Muitas pessoas falaram que eu não estava fazendo gol. Eu soube esperar minha hora, e Deus me honrou - disse o centroavante, que vinha sendo utilizado como opção no banco de reservas.

Mas o gol mais bonito do jogo foi justamente o do Princesa: o atacante Renato Gladiador recebeu a bola pela direita e, de letra, fez o gol do Tubarão.
Garanha de volta após um ano: dois gols

Jogador-torcedor e camisa velha

A partida entre Rio Branco-ES e Conilon, sábado, no estádio Salvador Costa, pelo Capixaba, foi marcada por dois fatos curiosos. Já na preliminar, no duelo entre as equipes sub-20, a garotada do Conilon estampou no peito a "estrela solitária" do Botafogo de Jaguaré, nome do clube até o ano passado. O modelo antigo, porém, deu mais sorte que o novo. No Sub-20, o Conilon empatou por 2 a 2 com o Brancão. Já os profissionais, que usaram camisas e escudos do novo nome do clube, tomaram uma goleada de 5 a 1.

E teve mais: nesta mesma partida, o volante Caio Camelo, do Rio Branco, inovou. Expulso de campo ainda no primeiro tempo, aos 37 minutos, ele não se dirigiu ao vestiário do time alvinegro. Preferiu juntar-se à famosa turma do alambrado, tradicional no estádio. Do jeito que estava, de camisa, calção, meiões e chuteiras, o jogador ficou ali, em meio aos torcedores, apoiando os companheiros.

Que susto!

O zagueiro Bruno Aguiar, do Sport, deu um susto daqueles durante a vitória do Leão por 4 a 2 sobre o América-PE, sábado, no estádio Ademir Cunha, em Paulista, pelo Campeonato Pernambucano. Aos 43 minutos do primeiro tempo, quando tentava marcar Flávio Barros, o jogador caiu feio com o rosto no chão e ficou desacordado em campo. Ele teve que sair de campo de ambulância, deixando a torcida apreensiva. Mas logo após o jogo, na coletiva de imprensa, o zagueiro apareceu com uma proteção no pescoço, braço na tipoia e muito bom humor, sinalizando que estava tudo bem.

Para Bruno Aguiar, o acidente faz parte do passado, e a melhor recordação do jogo foi mesmo o gol que marcou de falta.

– Fiz o gol em homenagem a minha mulher, que está grávida. Quando acordei, fiz questão de sair da ambulância para mostrar a ela que estava bem - disse ele

Mas que calor, ô-ô-ô-ô...


Um lance curioso no intervalo da vitória do Inter sobre o Santa Cruz-RS por 2 a 1, sábado, nos Plátanos, pelo Gauchão. Por causa do forte calor em Santa Cruz do Sul, os jogadores colorados nem pensaram em voltar para o "forno" do vestiário no intervalo. O técnico Dorival Júnior chamou o grupo para o meio-campo do gramado dos Plátanos. Ali mesmo, em uma reunião improvisada, passou as orientações para a segunda etapa, em clima descontraído e menos calorento.

Oito gols em um só jogo


A terceira divisão do Campeonato Carioca começou neste fim de semana e já tem um artilheiro isolado com... oito gols! O autor da proeza, a qual será preciso pesquisar para saber se há registro de algo semelhante, foi o atacante Celso, do Queimados que fez todos os gols do seu time na vitória por 8 a 2 em cima do adversário, o Centro Esportivo Social Arthurzinho, do ex-jogador que dá nome ao clube.

Os gols do artilheiro Celso saíram aos 10, 14, 16, 23 e 34 do primeiro tempo; e aos 15, 32 e 40 da etapa final (média de um gol a cada 11min15seg). Felipe, e Lequinho descontaram para o Arthurzinho.

Deivid inspira

O gol que o atacante Deivid, do Flamengo, incrivelmente perdeu na semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca virou uma espécie de escala Richter para se ter noção do grau de 'inacreditabilidade' do gol perdido. E no domingo, durante o empate por 1 a 1 entre Bahia e Juazeiro, em Pituaçu, pelo Baiano, o atacante Advaldo, do time do interior baiano citou o jogador rubro-negro para tentar explicar o seu lance: ele isolou por cima do gol uma bola na pequena área.

- Foi confiança demais. Acho que me inspirei no Deivid em campo e acabei perdendo aquele gol - confessou Advaldo.

É de passar mal!


O fraco desempenho do MS Saad em campo fez subir a pressão arterial do técnico Marcos Ferrari, durante o empate sem gols com o Maracaju, na tarde deste domingo, pelo Campeonato Sul-Matogrossense. Ele recebeu atendimento médico na casamata. Até agora, o time somou dois pontos em cinco jogos.

Após a partida, Ferrari disse que sofre de pressão alta e não almoçou antes de ir para o estádio Jacques da Luz, em Campo Grande.

Como Alecsandro, Leandrão também perde dois pênaltis

Alecsandro, do Vasco, desperdiçou duas cobranças de pênalti na terça-feira passada, mas seu time derrotou o Alianza Lima por 3 a 2, em São Januário. O atacante Leandrão, do Nova Iguaçu, não teve a mesma sorte no sábado. Ele também perdeu duas cobranças, uma defendida pelo goleiro Fernando e outra para fora. Mas diferente da equipe cruz-maltina, o time de laranja foi derrotado por 1 a 0 pelo Duque de Caxias, no estádio Jânio Moraes, pela terceira rodada do segundo turno do Carioca. Mas tão estranho quanto o feito de Leandrão é o nome do autor do gol do Duque: Watthimem.

Atropelaram a bandeirinha!

Vida de auxiliar não é fácil. Como se não bastasse ficar mais próximo da torcida, ouvir xingamentos, ter que suportar reclamações dos jogadores, agora corre-se o risco de levar um carrinho dentro de campo.

Foi o que aconteceu na vitória do Vasco por 3 a 0 sobre o Madureira, em São Januário, pelo segundo turno do Carioca. A auxiliar Andréia de Sá foi 'atropelada' pelo lateral-esquerdo cruz-maltino Dieyson em um lance perto da lateral. A dama de preto, no entanto, após quase ir completamente ao chão, manteve a postura e anuciou a lateral a favor do Vasco.

Coisas do coração 1

Dentre os mais de 8 mil torcedores que acompanharam o empate por 2 a 2 entre Atlético-GO e Vila Nova, pelo Goianão, dois eram especiais. O vilanovense Fábio Borges e a atleticana Lorena Fleury aproveitaram o jogo para registrar o amor que têm um pelo outro e também por suas equipes. O casamento está marcado só para outubro, mas uma parte do álbum de fotos da união já está garantida.

A iniciativa foi da parte colorada do casal, mas a paixão pelo futebol está dos dois lados.

- Eu torço muito para o Vila Nova, ela torce muito para o Atlético. A gente vem muito ao estádio, eu no jogo do Vila, ela no jogo do Atlético. Faz parte da nossa história. Então nada melhor do que um lugar que reflita isso – disse Fábio.

- A gente é piolho de estádio, ama futebol e assiste na televisão. Então nada melhor do que tirar nossas fotos aqui – disse Lorena.

Coisas do coração 2

E para terminar, é triste quando um amor chega ao fim. No sábado, a modelo Nicole Bahls informou pelo twitter o fim de seu namoro com o zagueiro Victor Ramos, do Vitória:


- Não estou mais namorando o jogador Victor Ramos, cansei de mentiras, falsidade, desculpas. Decepcionada, mas a vida continua. Vou apagar a tatoo essa semana. Até ontem ninguém sabia quem era Victor Ramos. Espero que ele seja feliz, longe de mim. Quero ser feliz, livre, leve e solta. Como sempre fui. Não vou mudar para agradar ninguém. Não pretendo namorar mais por um bom tempo, agora quero aproveitar e resgatar o tempo perdido - escreveu a modelo.

O jogador não pôde participar da goleada por 4 a 1 sobre o Camaçari neste domingo, pelo Baiano: ele se queixou de dores musculares e não foi relacionado.

Fonte : Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade