Publicidade

Scouts de Fluminense 2 x 1 Macaé


Olá Cartoleiros!

CARTOLAFCDICAS mostrou ao vivo os Scouts de Fluminense 2 x 1 Macaé, jogo válido pelo  Troféu Luiz Penido.

Scouter: J.L. Almeida
 
Fogos de artíficios, músicas e gritos de incentivo em Moça Bonita. Do lado de fora dos portões, tudo era festa. Dentro, nem tanto. Enquanto a torcida do Bangu se organizava para ir ao Engenhão torcer contra o Botafogo na semifinal da Taça Rio, Fluminense e Macaé disputavam uma vaga na decisão do Troféu Luiz Penido - que reúne os terceiros e quartos colocados dos grupos da Taça Rio - com os 54 pagantes nas arquibancadas em silêncio - apenas 186 pessoas estavam presentes.

As vozes dos próprios jogadores e dos técnicos podiam ser ouvidas sem dificuldades. E o nível do jogo no primeiro tempo foi correspondente. Até a entrada de Marcos Júnior aos 15 da etapa complementar. No primeiro toque na bola, o jovem atacante marcou o segundo gol do Tricolor em sua estreia no profissional, garantiu a vitória por 2 a 1 e a vaga na final contra o Volta Redonda, no próximo domingo - hora e local ainda não foram anunciados.

Abel Braga chegou a dizer que não comandaria o time neste sábado. Mudou de ideia nesta manhã e foi ao banco de reservas. De lá, assistiu a uma equipe sem ritmo, que sofria para acertar passes e mostrava falhas nas jogadas de criação. Nos primeiros quinze minutos, os erros individuais ditaram a partida. O Tricolor insistia em chutes de longe, com Lanzini, Matheus Carvalho e Wagner.

No Macaé, as saídas de Pipico, para o Vasco, e Josiel, ainda sem clube, mostraram seus efeitos. Sozinho, André Gomes tentou finalizar uma, duas, três vezes, mas parou na defesa de Ricardo Berna, aos 22. A chuva que prejudicava o gramado já castigado de Moça Bonita era a protagonista até então.

Após a parada técnica, o ritmo aumentou. Samuel, atacante oriundo da base tricolor, tentou fazer fila na área adversária e parou na hora da finalização. Lanzini seguiu os passos do jovem atacante, mas também foi desarmado no último toque. O jogo se encaminhava para o intervalo com o placar zerado. Até que o argentino calibrou o chute. Depois de um passe de Wagner, Lanzini mandou a bomba pela ponta direita, a bola quicou, bateu na trave e balançou as redes aos 43. Dois minutos depois, sem acréscimos, o árbitro Estevão Cunha Trindade encerrou o primeiro tempo.

Marcos Júnior acelera o ritmo


O jogo melhorou na volta do intervalo. Para o Fluminense. Samuel passou para Wallace, que chutou cruzado pela direita. Douglas tentou o corte e quase fez um bonito gol. Contra. De calcanhar, mandou rente à trave de Luis Henrique. Logo em seguida, o goleiro teve mais trabalho. Wallace recebeu de Matheus Carvalho e chutou para boa defesa do arqueiro.

A pressão era do Tricolor. Com isso, o técnico Toninho Andrade olhou para o banco e resolveu mudar sua equipe. Norton deixou o gramado para entrada de Tiago Lima. Abel logo respondeu. Matheus Carvalho deu lugar a Marcos Júnior, estreante no time profissional.

E no primeiro toque do jovem atacante, que foi destaque na campanha de vice-campeão do Fluminense na Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, a bola balançou as redes. Samuel fez boa jogada em velocidade, perdeu o ângulo e tocou de calcanhar na grande área para conclusão de primeira de Marcos Júnior.

A comemoração do atacante de 19 anos fez o time crescer. Wagner fez boa jogada, mas errou na finalização. André Gomes ainda cabeceou uma bola na trave para o Macaé. Mas o jogo já estava dominado pelo Fluminense. Novamente, Marcos Júnior recebeu lançamento de Samuel, invadiu a área e driblou o zagueiro. Dessa vez, porém, a bola não fez a vontade do jogador e foi para fora.

O Macaé não conseguiu mais se encontrar em campo. Aos 25, Carlos Alberto dividiu uma bola com Wallace, deixou o cotovelo no rosto do adversário e foi expulso. E o espaço no campo aumentou para o Fluminense. Jean acelerou, driblou os marcadores e tocou na saída de goleiro, mas a bola foi direto na trave direita. Em seguida, Marcos Júnior recebeu livre na área e acertou o travessão.

A sorte sorriu para Luis Henrique duas vezes, mas não para Ricardo Berna. Aos 45, André Gomes cobrou uma falta com maestria, o goleiro não conseguiu chegar e a bola entrou no canto direito. Mas não havia mais tempo. A chuva voltou forte, acabou com os planos do Macaé e o placar fechou em 2 a 1.

Fonte: Globoesporte.com

13 comentários:

  1. Jogo deprimente, tudo bem que o flu usou o time reserva, mas acho que os 2 times jogaram sem sangue.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que Lanzini está voltando, ele está jogando muito bem nos últimos jogos, e o Marcos Júnior é a promessa !!

    ResponderExcluir
  3. E o Wagner jogou bem hoje, mas não convence !

    ResponderExcluir
  4. Nada mais, do que uma vitória do Fluminense, um jogo dificil, mais mesmo com time reserva conseguiu ganahr de 2 a 1.

    ResponderExcluir
  5. Ta ai, o Fluminense com time reserva, bate o Macaé por 2 a 1, Marcos Junior pode ser uma apota para o Cartola, e Samuel Rosa.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo Texto.
    Agradece ao Almeida por ter feito os Scouts de Fluminense 2 x 1 Macaé.
    Almeida volando aos Scouts, Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. Fiz os scouts desse jogo pelo GE, pelo que observei lá, Wallace lateral jogou demais, a maioria das jogadas estava o nome dele lá no GE.

    ResponderExcluir
  8. fluminense devia ter feito mas gol

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo texto e pelo os scouts fico da hora!

    ResponderExcluir
  10. Desta que dessa partida: marcos júnior e andré gomes!

    ResponderExcluir
  11. é vergonhoso pra um time que se diz ser um clube grande não ?

    ResponderExcluir
  12. Torcedor q é torcedor vai ao estadio ver o time independente do jogo.

    ResponderExcluir

Publicidade