Publicidade

Scouts de Grêmio 3 x 0 Ipatinga

Olá Cartoleiros!

O CARTOLAFCDICAS.COM  mostrou ao vivo os Scouts de Grêmio 3 x 0 Ipatinga, pela Copa do Brasil.
Sem tanto brilho, mas esbanjando pragmatismo e zelo pela vantagem, o Grêmio venceu o Ipatinga por 3 a 0 no Olímpico, na noite desta quarta-feira. Já havia batido o rival por 1 a 0 no jogo de ida, em Minas Gerais, confirmando o favoritismo e avançando às oitavas de final da Copa do Brasil - não sem antes, no entanto, dar ao torcedor uma generosa dose de drama mexicano, que acabou atravessada pelo ritmo do tango. Com um gol em cada tempo, os argentinos Facundo Bertoglio e Miralles, xodós das arquibancadas, abriram o caminho da classificação. No final, já sem sustos no horizonte gremista, Léo Gago completou o placar. 

O Grêmio agora está à espera do seu novo adversário, que sairá da disputa entre Fortaleza e Náutico, que começa nesta quinta-feira. Antes de conhecer o seu adversário na próxima fase, o Tricolor encara no domingo mais uma decisão. Enfrenta o Ypiranga pelas quartas de final da Taça Farroupilha, o segundo turno do Gauchão, no Olímpico. Não há partida de volta, e empate nos 90 minutos leva aos pênaltis. Já o Ipatinga mede forças com a Tombense, no sábado, às 16h, em Tombos, pela décima rodada do Grupo B do Módulo II do Campeonato Mineiro.

Garçom mostra serviço em dois minutos

Obediente às instruções de Vanderlei Luxemburgo, o Grêmio começou marcando sob pressão. O resultado da aplicação surgiu logo aos dois minutos. Marco Antonio, que teve retorno festejado pelo técnico, fez jus à fama de garçom. Deu belo passe para Facundo Bertoglio. Veloz, o argentino entrou na área, driblou o goleiro Bruno e concluiu: 1 a 0.

Embora extremamente concentrado no jogo, o Grêmio não confirmou a expectativa que se anunciava, de uma classificação cheia de gols. Valente, o Ipatinga aproveitou muito o espaço defensivo deixado pelo lateral Gabriel. Chegou a assustar aos 22 minutos. Jônatas Obina e Leandro Brasília, com liberdade, quase marcaram em duas tentativas que esbarraram na defesa comandada pelo mascarado Gilberto Silva. Após cirurgia no nariz, o zagueiro precisou de uma proteção no rosto à la NBA para entrar em campo. O goleiro Victor também trabalhou, fazendo ao menos duas importantes defesas em chutes de média distância.

Com a vantagem, o Grêmio parecia não querer sufocar o rival. Mesmo sendo um adversário da segunda divisão do Campeonato Mineiro, o Ipatinga conseguia frear com relativo sucesso as tentativas gaúchas. André Lima, que sofreu críticas de Luxemburgo por sair em demasia da área contra o Caxias, acabou envolvido pela dupla de zagueiros gigantes, Cláudio Luiz, de 1,98m de altura, e Azevedo, de 1,94m.

- Está difícil, eles estão colocando jogadores nas nossas costas - reclamou Pará, substituto do lesionado Julio Cesar na lateral-esquerda, preocupado com o Ipatinga, na saída para o intervalo.

Sangue e suor: Bertoglio total

Mesmo dotado de pouco brilho, o Grêmio reservava a sua torcida momentos de emoção no primeiro tempo. E sempre dos pés inquietos do endiabrado Bertoglio. Aos 18, deu passe certeiro para Léo Gago invadir a área e chutar rente à trave. Cinco minutos depois, deixou Marco Antonio em frente ao gol. Mas o meia desperdiçou a chance. Depois, aos 36, passou como um raio pelo esforçado, porém lento, Azevedo, que acabou achando a bola, mas também o nariz do argentino. Cheio de disposição, o autor do primeiro gol estancou o sangramento e voltou pouco depois, como se nada tivesse acontecido.

- O nariz está bem, só um pouco de dor. Estou feliz pelo gol - disse, na saída para o intervalo.

Tanto esforço acabou lhe custando a vaga no time. Extenuado, deixou o campo aos 15 minutos do segundo tempo, para a entrada de seu compatriota Miralles. Pouco presente no ataque, o Grêmio observava o Ipatinga avançar. Aproveitando as bolas aéreas, os mineiros assustavam.

Miralles completa o tango no Olímpico

O Ipatinga chegou bem perto do empate aos 16 minutos, após mais uma bola levantada. Ela se ofereceu a Jônatas Obina, livre, em frente à pequena área. Mas o atacante conseguiu isolar o chute, perdendo chance incrível. A esta altura, a torcida tricolor já demonstrava muita preocupação no Olímpico.

Mas, aos 31, mais um argentino tranquilizou o Grêmio. Pela meia esquerda do ataque, Miralles dominou a bola em seu pé direito e mostrou a Obina como se faz. Como num replay dos que marcou diante do Flamengo, no ano passado, e do Caxias, no último domingo, fez outro golaço, chutando cruzado de longe, com efeito, no ângulo oposto.

Antes do fim, Léo Gago ainda teve tempo de deixar o seu, como no jogo de ida. Quase da mesma posição, pela intermediária, soltou a bomba e acertou o canto, ampliando e carimbando o passaporte tricolor rumo às oitavas da Copa do Brasil.

Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade