Análise da Rodada #4 - Tudo Que Você Precisa Saber Sobre Cada Jogo


Fala galera Cartoleira, beleza?Segue nossa análise para essa rodada. Fiquem bem ligados, pois estamos em atenção para os jogos do meio de semana. Portanto pode haver mudanças nas prováveis escalações. Vamos manter aqui atualizado. Fiquem ligados!


Fluminense x Botafogo

Fluminense – Após a ÉPICA partida que fechou a rodada com chave de ouro, o “mago do futebol bonito” Fernando Diniz, enfim, deu uma dentro, e aquela expectativa do futebol com muito volume apareceu no 2ºtempo, e essa foi a palavra-chave para a virada, VOLUME, o time não parava de criar situações, e ao invés de tocar a bola perto da própria área, a tão famigerada troca de passes ocorria perto da área adversária (em pensar que quando estava 0 x 3, em um lance o Alison não soltou a bola para o Maicon que galopava na lateral da área, ali poderia ser 0 x 4, e o possível fim da Era Diniz). Essa mudança no volume de jogo, aconteceu após a mudança do esquema tática durante o jogo, o 4-5-1 inicial com 3 volantes, foi transformado em 4-4-2 com a entrada do Danielzinho no lugar do Airton, e após a entrado do Pedro, aí que o Fluminense conseguiu segurar a bola no ataque.
Contra o Botafogo, o Fluminense busca a constatação do “sucesso da filosofia” e não simplesmente que o jogo de domingo não tenha sido mais um “lampejo” da carreira do Diniz e para isso, o treinador provavelmente contará com o atacante Pedro desde o início. A dúvida está entre Danielzinho ou o Maestro das jogadas imaginárias...Paulo Henrique Ganso, os 2 jogadores possuem características diferentes, mas, o “mestre” da tática e da leitura de jogo...Diniz, poderá mais uma vez modificar a equipe ao longo do jogo.

Botafogo – Um jogo bom, nada demais, mas bom, o Botafogo mais uma vez apoiou-se no seu quarteto de bons jogadores – Cícero, Erik, Pimpão e Diego Souza, que mais uma vez fizeram a diferença, num jogo em que o Botafogo apostou corretamente nos cruzamentos, pois, possui 2 jogadores rápidos para fazer as jogadas pelas pontas, principalmente Erik (que ironicamente quase abriu o placar no cabeçada) e 2 bons cabeceadores Cícero e Diego Souza, muito cedo para afirmar, mas, POR ENQUANTO, o Barroca está fazendo um trabalho melhor do que se imaginava.
No clássico, Barroca poderá apostar num jogo truncado, explorando cruzamentos na área tricolor, e usando o velocíssimo Erik para explorar possíveis contra-ataques.
A única dúvida do treinador está na lateral-esquerda entre Jonathan ou Gilson

Provável Escalação:
Fluminense – Rodolfo; Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Dodi, Allan, Danielzinho (Ganso); Luciano, Yony Gonzalez e Pedro.
Botafogo – Gatito; Fernando, Carli, Gabriel, Gilson; Bochecha, João Paulo, Cícero; Pimpão, Erik e Diego Souza.

Mito e Cilada do Cartola
Fluminense
·         Mito: Pedro – Além de fazer os seus golzinhos, o atacante queixudo também é o batedor de pênaltis da equipe, e no nosso campeonato, onde tudo é pênalti, sempre uma boa colocar os cobradores.
·        
       Cilada: Nino – Em clássico é sempre perigoso colocar um zagueiro, pois, o jogo é mais nervoso e a chance de um clean sheet é muito menor, além disso, o zagueiro tricolor não costuma roubar muitas bolas

Botafogo
·         Mito: Diego Souza – Faz muitos gols, decisivo, bate pênaltis, faltas e é excelente no jogo aéreo.


·         Cilada: Bochecha – Um bom ladrão de bolas e também faltoso, o perigo está, se o número de faltas for bem maior do que o de roubadas de bola. 



Corinthians x Grêmio



Corinthians Mais um jogo no estilo Corinthiano de jogar, aproveitando da falha do adversário, com um brilhareco de um dos seus 5156156 jogadores que já passaram pelo clube nos últimos 3 anos com mesmo estilo de jogo, os externos no idioma Titês, só que no caso do time alvinegro “externos de vez em quando desequilibrantes”. Após o gol, o Corinthians fechou-se, e sofreu pouco perigo, o empate veio num pênalti duvidoso (aí o problema não está no VAR, mas nos árbitros brasileiros que 
acham que tudo é pênalti, os tão famosos pênaltis a brasileira).

O Alvinegro deve contar com a volta de 4 jogadores ao time titular: Fagner, Danilo Avelar, Manoel e Henrique.



GrêmioÓTIMO jogo, o Grêmio não tem que ficar triste com o resultado, faz parte, aquele começo avassalador traria os 3 pontos em 90% dos jogos, o que aconteceu ontem foi exceção, o que ficou evidenciado, é que no 3º Campeonato Brasileiro que o Mestre Renato adota o uso do time reserva, o treinador chegou a algo que devido a impaciência de empresários e mídia esportiva (a torcida sempre vai no embalo, porque não tem personalidade) é MUITO DIFÍCIL de ser feito por aqui, que é o fortalecimento do time reserva, e diferentemente do Palmeiras por exemplo, que conseguiu isso tendo um elenco recheadíssimo (o que não é nenhum demérito), o Portaluppi foi montando esse elenco com os ditos “refugos” e jogadores da base que não são lançados só porque são jovens e sim porque são bons, enfim, o time reserva do Grêmio tem o mesmo estilo de jogo do time titular, a tão banalizada e mal usada expressão Filosofia de Jogo, desta vez, foi atingida no time gaúcho, o Grêmio hoje possui uma FILOSOFIA DE JOGO.
Contra o Corinthians contará com a força máxima.

Provável Escalação:
Corinthians – Cássio; Fágner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro e Sornoza; Matheus Vital, Boselli e Clayson.
Grêmio – Paulo Vitor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Juninho Capixaba,; Maicon, Matheus Henrique, Alison, Luan e Everton; André.

Mito e Cilada do Cartola
Corinthians
·         Mito: Cássio – A lei do ex pode funcionar no gol também, e pelo volume de jogo da equipe gaúcha, o queixudo ser bastante exigido e fazer muitas DDs
·        
       Cilada: Manoel – O limitado zagueiro corinthiano, erra muitos passes(porque dá muito bicão), faz muitas faltas e pode perfeitamente levar cartão

Grêmio
·         Mito: Geromel – E só shippar os 2 nomes, que temos o Geromito, além de ser um zagueiraço na vida real, no Mundo Cartolístico também é mito porque rouba MUITA bola.

·         Cilada: Matheus Henrique – Possivelmente pontuações de 0, alguma coisa



Goiás x Ceará



GoiásUm bom jogo, o time esmeraldino foi competitivo mais uma vez, pontuar no Mineirão era consenso de que seria muito difícil, o de fato é que no 1ºtempo, o Goiás conseguiu segurar o ímpeto do Cruzeiro, no 2º tempo foi difícil segurar e mesmo assim após a abertura do placar, o time goiano respondeu e igualou o jogo rapidamente, após uma bela jogada do inconstante Geovanni Augusto, quando Thiago Neves entrou e jogou junto com o Rodriguinho, aí não teve jeito, o Goiás não resistiu. 



O Goiás não poderá contar com o principal jogador da equipe, o inconstante Geovanni Augusto que foi expulso contra o Cruzeiro, no seu lugar deve entrar o homem que quase ganhou o Prêmio Puskas...Marlone.



Ceará O que é a natureza não é mesmo meus amigos? O 4 x 0 contra o CSA na 1ªRodada, parecia o que? O time do Ceará não é nada demais, só deu sorte de pegar a equipe mais fraca na estreia, e essa goleada é só o famoso engana que eu gosto, “de lá pra cá”, duas derrotas, porém, o time jogou muito bem, e teve chance de arrancar pontos nessa digressão mineira. Os destaques da equipe por enquanto são o seu trio de inho (Edinho, Fabinho e Ricardinho), o Son Alvinegro...Chico e Ricardo Bueno.



Provável Escalação: 


Goiás – Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jefferson; Geovane Faria, Léo Sena, Michael e Marlone; Barcia e Kayke.


Ceará Diogo Silva; Samuel Xavier, Thiago Alves, Luiz Otávio, Carleto; Edinho, Fabinho, Ricardinho, Fernando Sobral e Chico; Ricardo Bueno.



Flamengo x Chapecoense



Flamengo – Difícil fazer um prognóstico sobre o jogo do Flamengo domingo, sabe por quê? Porque vai depender do resultado do jogo contra o Peñarol na quarta-feira, racionalmente, isso não deveria influenciar, porém, no nosso acéfalo futebol, e mais ainda, a pressão da xiliquenta nação rubro-negra, o insucesso no Uruguai cairia como uma hecatombe nuclear na Gávea. 



Chapecoense – Um time bem mais ou menos, mas que não é goleado, não vende fácil a derrota (principalmente na Arena Condá) e arranca um empate aqui, outro ali em jogos contra times mais fortes.



No jogo de domingo, como dito anteriormente, é impossível fazer um prognóstico, porque não sabemos qual Flamengo virá, tanto escalação quanto psicologicamente, o fato é que o que falta para o adversário, sobre para a Chapecoense, SENSATEZ, portanto, o time catarinense torce para o Peñarol na quarta-feira, para que no domingo, possa aproveitar-se do caos.



Santos x Vasco


Santos – A cada jogo uma história, uma escalação, uma adaptação, uma desilusão ou um grande sucesso, enfim, uma coisa é certa, de fato Sampaoli está fugindo da mesmice e buscando implantar novas mentalidades por aqui.



O adversário, conhecido, no confronto da Copa do Brasil, mais uma vez a ambiguidade Sampaolística apareceu, no 1ºjogo um 2 x 0 que foi pouco, no 2º uma injusta classificação. Teoricamente, uma vitória fácil para o time santista. 



VascoO Resultado não foi bom, a atuação razoável, mas, a melhor do time no Campeonato, o time que era paupérrimo, agora é apenas fraco e o elenco com poucos nomes, agora tem mais opções. 



Contra o rival de domingo, o Vasco talvez tenha feito a sua melhor atuação no ano, o time teve volume de jogo e conseguiu criar jogadas, além do já tradicional... bola no Maxi Lopez para ele segurar a bola e o adversário.



Atlético MG x Palmeiras


Atlético MG – Jogadores decisivos, jogadores que fazem gol, que decidem jogos, o Atlético constatou o óbvio, que possui um bom time, a campanha PATÉTICA na Libertadores não ocorrerá no Brasileiro, o treinador Rodrigo Santana parece ganhar moral com a diretoria, provavelmente será um novo Thiago Larghi.



Porém, o adversário de domingo é o time mais forte do campeonato, um resultado negativo não pode ser encarado como algo catastrófico. 



PalmeirasIgnorar os sempre insatisfeitos adeptos e as críticas, isso que o Felipão vem brilhantemente fazendo no Palmeiras, ganhando os jogos, pontuando. Usando a força máxima contra os possíveis concorrentes (que é o caso do jogo de domingo) e movimentando o elenco contra as outras equipes. No último jogo contra o Internacional, o Palmeiras povoou o meio-campo e apesar da grande desvantagem na posse de bola, essa força no meio-campo impediu que o time ficasse desguarnecido na defesa não gerando lances de mano a mano, na frente, não tem jeito, são muitas opções de jogadores com fundamentos muito bons...chute, bola parada, jogo aéreo, força..., jogadores que decidem jogos. 



Internacional x Cruzeiro



Internacional Time consistente, não fez uma atuação ruim mesmo na derrota, o Internacional é “time da parte de cima da tabela”, Guerrero enfim com uma sequência de jogos, várias opções no elenco, na 4ª rodada podemos afirmar que o colorado já é um time preparado para o certame, dito isto, domingo será mais um “confronto direto”, e o Beira Rio importante aliado na conquista dos 3 pontos. 



Cruzeiro A pulga atrás da orelha ainda não foi totalmente retirada, porém os pontos vieram, e isso é o mais importante, depois de 2 confrontos contra times da “parte de baixo”, outro confronto direto fora de casa, recordando o meu último post...”será que mais um ano o Cruzeiro vai ser o time correto, o queridinho dos comentaristas e não vai brigar pelo título?...” A verdade é que o Internacional é um adversário que pode ajudar a responder essa questão.



Avaí x CSA



CONFRONTO DIRETO, a maior chance de ambos para conseguir a 1ªvitória (ou não), 2 times que estão mal no campeonato, mas, menos mal do que se poderia imaginar (obviamente, com exceção da torcida).



AvaíA formação com 3 zagueiros, que funcionou contra o Grêmio, não foi confiável contra o Bahia, talvez Geninho volte ao 4-4-2, os destaques até agora são Vladimir e Betão (que loucura).



CSA Enquanto o dinheiro chinês ainda é só uma hipótese, o CSA surpreendeu e conseguiu 2 pontos que não estavam no seu planejamento, a esperança e os destaques da equipe, são os 3 veteranos, os 3 “gigantes”: Apodi, Armero e Madson.



Quem deve pintar no time alagoano, é o volante Nilton que estava no Bahia, o truculento e eficiente (tanto em cobranças de faltas quanto em bolas aéreas) jogador chega para ser titular.



Provável Escalação: 

Avaí Vladimir; Iury, Betão, Marquinhos, Kunde e Paulinho; João Paulo, Pedro Castro e Luanderson; Getúlio e Daniel Amorim.

CSA Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castan, Carlinhos; Bruno Edgar (Nilton), Naldo, Didira, Madson e Matheus Sávio; Cassiano.



Mito e Cilada do Cartola

Avaí

Mito: Getúlio – O atacante ainda não marcou no Campeonato, mas, é o que está mais tentando, contra o time alagoano, a “zica” pode sair
Cilada: Kunde – O truculento zagueiro, pode cometer faltas e receber cartões

CSA
Mito:
Apodi – No scout é um lateral, na prática um ponta, por isso, o Sorín do Sertão, tem essa vantagem, aparece muito ofensivamente e se o time não tomar gol recebe os 5 pontos de bônus
Cilada: Jordi – Apesar da boa pontuação no último jogo, o goleiro xará do cantor mirim Francês, não é nem um pouco confiável (o torcedor vascaíno sabe muito bem disso), podendo perfeitamente tomar mais gols do que fazer Defesas Difíceis, as populares DDs


Athletico PR x Bahia 


Athletico PRApós utilizar o time reserva contra a Chapecoense pensando no jogo de quinta-feira contra o Boca Jrs, o já classificado time paranaense, voltará com a força máxima (obviamente, dependendo do que acontecer no jogo). Na Arena, há alguns anos, o Athletico é rápido e letal e contra os times fora do G-12 costuma ser cruel.



Bahia Foi 1 x 0, mas, poderia ter sido mais se não fosse o goleiro Vladimir do Avaí, os Artures por enquanto vêm sendo a preocupação das zagas adversárias, na frente Gilberto ou Fernandão têm presença de área e como raros centroavantes em terras tupiniquins também causam receio na marcação, na direita a velocidade e a pungência de Nino Paraíba alimentam o setor ofensivo. 



São Paulo x Fortaleza


HISTÓRICO, o jogador com MAIS JOGOS POR UM CLUBE NA HISTÓRIA, vai enfrenta-lo pela 1ªvez, e além disso, com o time que ele assumiu após sair da sua casa (acho que depois de 26 anos em um lugar, dá pra chamar de casa). Da sua época de jogador, apenas 4 jogadores estão no elenco (Hernanes, Reinaldo, Hudson e Alexandre Pato), então, será que podemos dizer que Ceni conhece como o adversário joga? Paradoxalmente, NÃO!!!, por um simples motivo, nem o São Paulo conhece como ele mesmo joga.

No Fortaleza há 2 ex-são paulinos, porém, um não joga, porque ainda pertence ao clube Paulista (Araruna), já o outro é ele, que no Morumbi chegou a ser chamado de Cristiano OSVALDO. Nos 3 jogos do tricolor cearense, foram 3 formações diferentes, 4-2-4, 4-2-3-1 e 4-3-3. O tricolor cearense está na semifinal da Copa do Nordeste e vive o dilema de qual competição priorizar


Provável Escalação:

Fortaleza – Felipe Alves; TInga, Quintero, Nathan Otávio e Carlinhos; Romero, Juninho, Romarinho; Osvaldo, Junior Santos e Wellington Paulista.

São Paulo – Volpi; Hudson, (Bruno Alves, Anderson Martins, Arboleda), Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero e Igor Gomes; Antony, Everton e Toró.

Mito e Cilada do Cartola

Fortaleza
Mito:
Wellington Paulista – O atacante é o 8ºmaior artilheiro da história dos pontos corridos com 82 gols (não pense que isso é muita coisa), e é o “matador” da equipe.

Cilada: Osvaldo – O famoso bombeiro atrapalhado, corre com a água mas não sabe onde é o incêndio, suas ações não são tão efetivas no Mundo Cartolístico, pois, não costuma fazer gols e dá poucas assistências.

São Paulo
Mito: Thiago Volpi – Nesse caso uma aposta, não há um motivo “lógico”, porém, por puro palpite, acho que o Fortaleza não marca e ele ainda faz uma ou duas DDs.

Cilada: Liziero – Jogador que não se destaca em nenhum fundamento do Cartola, não é de fazer pontuação negativa, mas também, não é de fazer grandes pontuações.
Análise da Rodada #4 - Tudo Que Você Precisa Saber Sobre Cada Jogo Análise da Rodada #4 - Tudo Que Você Precisa Saber Sobre Cada Jogo Reviewed by Daniel Leal on sábado, maio 04, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Home - #3 Adsence